estrutura do joelhoO joelho é a maior articulação do corpo, sendo constituída por 4 ligamentos principais (ligamento cruzado anterior, ligamento cruzado posterior, ligamento colateral lateral, ligamento colateral medial) proporcionando a estabilidade da articulação que juntamente com os ossos (fêmur, tíbia e patela) determinam a amplitude de movimento do joelho.


Existem ainda ligamentos menores que contribuem para estabilidade dos meniscos e da patela.


Os meniscos são placas de fibrocartilagens assimétricas e uniformes localizadas na superfície articular da tíbia. Sendo eles essenciais para a estabilidade, amortecimento, lubrificação da articulação e outras diversas funções.


Um joelho saudável é aquele em que os ossos deslizam suavemente pela cartilagem do outro, enquanto que ligamentos, tendões e músculos mantêm a articulação alinhada, forte e saudável.


Se seu joelho apresenta dor, inchaço, e limitação de movimento será necessário consultar um médico o mais rápido possível. Problemas em joelho tendem a piorar rapidamente quando a articulação fica restringida por uma lesão ou patologia.


Principais Estruturas do Joelho

visao superior dos meniscos

Meniscos


Os meniscos em número de 2 (interno e externo), são discos em forma de "C", compostos por fibrocartilagem localizados entre o fêmur e a tíbia. Os meniscos tem como função a sustentação do peso corporal, absorção de impacto (amortecedor), estabilidade articular e lubrificação da articulação.

Podemos dizer com certeza que eles possuem papel importante na conservação da saúde do joelho.


As lesões meniscais podem ocorrer tanto por trauma como por processos degenerativos. Na grande maioria dos casos a cirurgia é a forma de tratamento mais indicada. Os tipos de cirurgias mais comuns para as lesões meniscais são: as meniscectomias parciais (em que se retira a parte do menisco que está lesado) ou suturas meniscais.

Ligamento Cruzado Anterior (LCA)

ligamento cruzado anterior joelho

O ligamento cruzado anterior (LCA) é uma das estruturas ligamentares cruzadas no centro do joelho. Sua função é manter a estabilidade anterior da articulação. Ele é um dos ligamentos mais importante do joelho com maior número de incidência de lesão.

 

A maneira mais comum de se lecionar o L.C.A é girar o corpo sobre o joelho. Em esportes de mudança de direção, tais como futebol, voleibol e handebol encontram-se os maiores números de casos. Normalmente os pacientes relatam ter escutado um estalido e apresentarem dor, inchaço e perda parcial da função.

Em caso de lesões a cirurgia deve ser considerada. Com a melhoria dos equipamentos cirúrgicos e a vizualização artroscópica, a cirurgia para a reconstrução deste ligamento tornou-se muito mais exata e de recuperação mais rápida.

Em média uma cirurgia para reconstrução do L.C.A dura em média de 1 hora e o paciente recebe alta hospitalar no dia seguinte.

A reabilitação é iniciada já no hospital, no qual o paciente irá utilizar muletas nas duas primeiras semanas, imobilizando nos 10 primeiros dias e irá retornar aos esportes em média de seis meses de pós – operatório.

 

Ligamento Cruzado Posterior (LCP)


As lesões do ligamento cruzado posterior (LCP) são as que envolvem os maiores danos a articulação do joelho. 


ligamento cruciforme posterior joelhoA literatura mostra bem menos publicações do LCP em relação ao ligamento cruzado anterior (LCA) porém, com muitos profissionais com interesse nessa estrutura nos últimos anos.

A frequência de lesão dessa estrutura aumenta a cada ano porém em um numero bem menor que o LCA.  Existem uma série de controvérsias sobre o mecanismo do trauma (como a lesão ocorre), abordagem não cirúrgica x cirúrgica e ainda em relação ao diagnostico.

Em nossa experiência acreditamos que o LCP é mais lesado do que diagnosticado, e em caso de ruptura existe uma sobrecarga importante nas superfícies articulares do joelho.

Em nosso grupo dedicamos especial atenção a este ligamento que consiste em uma de nossas principais linhas de pesquisas com publicação internacional sobre novo sistema cirúrgico para o tratamento dessas lesões.

Em uma população normal as lesões do ligamento cruzados posteriores (LCP) ocorrem entre 3% a 25% de todos os entorses de joelho. Sua função primária é prevenir que a tíbia se desloque posteriormente em relação ao fêmur.

Para se diagnosticar uma lesão neste ligamento é necessário verificar a história completa do acidente, exame clínico de um médico especializado, e aspecto clínico do paciente após a lesão. Durante a coleta da história o conhecimento do mecanismo da lesão será extremamente necessário para um diagnóstico mais completo.

As lesões geralmente são causadas por traumas diretos no joelho ou quando o atleta salta e no pouso roda o joelho para fora.

Quando diagnosticada,  apenas um ortopedista, especializado em joelho, poderá indicar o melhor tratamento a ser seguido.