A entorse de tornozelo é uma lesão comum na prática esportiva, principalmente no futebol. É responsável por cerca de 10 a 15% de todas as lesões desportivas, sendo a faixa etária mais acometida é entre 15 e 35 anos de idade. O mecanismo de torção mais frequente é a inversão do pé associada a flexão plantar do tornozelo, com lesão frequente dos ligamentos do complexo lateral, um dos principais responsáveis pela estabilidade desta articulação. Dependendo da energia envolvida na torção do tornozelo, pode ocasionar inchaço, rouxidão, lesões ligamentares, edema ósseo (ocasionado pelo impacto entre as estruturas ósseas), lesões de cartilagem e fraturas.

Entorse TornozeloEstas torções podem ser classificada em 3 níveis, dependendo do grau de acometimento ligamentar. A entorse de tornozelo grau 1 caracteriza-se apenas por estiramento ligamentar, enquanto a de grau 2 já envolve uma lesão parcial das fibras do ligamento e, no grau 3, uma ruptura total do mesmo. Em todos os casos é recomendado ao paciente procurar atendimento médico para realizar um tratamento adequado, afim de evitar complicações futuras, como uma instabilidade crônica (entorses de repetição).

O tratamento inicial em qualquer torção durante a atividade física é a proteção articular, repouso, aplicação de gelo e estabilização da articulação envolvida. Também recomenda-se  o uso de compressas geladas por tempo médio de 20 minutos, logo apos o trauma, o que evita inchaço, hematomas e diminui o processo inflamatório. O atendimento por médico ortopedista é importante, para que se conheça a gravidade da entorse e  um tratamento adequado possa ser instituído. Medicamentos analgésicos e antiinflamatorios auxiliam na recuperação. As imobilizações que incluem enfaixamentos, talas gessadas, botas ortopédicas ou até as órteses mais modernas (air cast) são importantes para a cicatrização correta das lesões. Os exames de imagem também são importantes, desde a radiografia inicial para excluir possíveis fraturas, até a ressonância magnética para especificar melhor quais estruturas foram lesionadas. 

Lembre-se que o adequado tratamento de um primeiro episódio de entorse é muito importante, pois evita possíveis instabilidades crônicas posteriores e/ou lesões que necessitem até de um tratamento cirúrgico no futuro.